O que é a proteína?

Já todos ouvimos falar das proteínas e da importância do seu consumo. Porém, existem sempre inúmeras opiniões quando nos referimos às diferentes fontes de proteína existentes, ou às quantidades diárias aconselhadas, de acordo com a especificidade de cada indivíduo.
O consumo de proteína contribui para o aumento e manutenção da massa muscular/ magra, conforme a alegação de saúde aprovada pela EFSA (Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar).
Total Casein

Clica nos produtos para saber mais

As proteínas são elementos
essenciais a qualquer organismo!

Existem na nossa alimentação inúmeros alimentos fontes de proteínas, como por exemplo: a carne, o peixe, os ovos, os frutos secos, etc. Porém, através da alimentação “normal” nem sempre são ingeridas as quantidades ideais de proteína, sendo por isso necessário recorrer a suplementos proteicos, que aportem uma maior concentração de proteína.
Os suplementos proteicos são ricos em aminoácidos, que representam os pilares da síntese proteica no organismo e promovem o desenvolvimento da massa muscular.
Com a prática de atividade física, o recurso a suplementos proteicos torna-se fundamental - os músculos são formados por proteína e, quando trabalhados, precisam de recuperar os níveis de aminoácidos, para manter a sua estrutura. Ao fornecer proteína aos músculos logo após a prática de exercício físico, a síntese de proteínas nos músculos é aumentada, tornando-os mais fortes e tonificados.
Caso contrário, os efeitos podem resultar na perda de massa muscular
e na dificuldade de recuperação após o treino.

Tempo médio de absorção pelo organismo

1h

Proteína Whey

Proteína de absorção rápida

7h

Caseina

Proteína de absorção lenta

4 RAZÕES PARA TE APAIXONARES PELOS BATIDOS DE PROTEÍNA:

1AUMENTAS O METABOLISMO e GANHAS DEFINIÇÃO MUSCULAR

As proteínas ajudam na perda de peso por serem mais estimulantes do metabolismo que as gorduras ou os hidratos de carbono. A maioria das pessoas consome entre 12-15% do total das calorias, mas se se aumentar este valor para, pelo menos 20%, o gasto diário de calorias aumenta, ao mesmo tempo que consegues manter e/ou ganhar massa magra para ficares com aquele “look” definido com que sempre sonhaste!
As dietas com mais proteínas têm ainda outros benefícios como: aumento da sensação de saciedade, melhor controlo dos níveis de açúcar e das gorduras no sangue – colesterol e triglicéridos.

2ACELERAM A TUA RECUPERAÇÃO MUSCULAR

Quer o treino de força, quer o treino de endurance, agridem o músculo. Durante a fase de recuperação, após o treino, as células musculares usam a proteína para dar início à recuperação e promover o crescimento. Bastam 20 a 30g de proteína Whey para promoveres ao máximo a tua recuperação muscular, após o treino.

3ÓTIMOS PARA PROGRAMAS DE DESINTOXICAÇÃO

Hoje em dia é muito difícil consumir-se proteína de alta qualidade, isto é, pura! Sem hormonas, antibióticos, metais pesados (nos peixes) ou que seja proveniente de animais de pasto! O Whey e a Caseína são obtidos a partir do leite por processos tecnológicos avançados de microfiltração e ultrafiltração onde qualquer contaminante fica retido nas membranas de filtração!

4SÃO CONVENIENTES, PRÁTICOS E POUPAM-TE TEMPO

Horários “apertados” e falta de oferta de qualidade nos restaurantes das proximidades, não nos permitem muitas vezes ter tempo para comer ou disponibilidade de alimentos proteicos saudáveis! Em vez de ires ao “fast-food”, leva para o trabalho ou para quando saires do teu treino, o teu “shaker” com a tua proteína – já sabes, Total Whey antes e após o treino e Total Casein, fora do período de treino. Basta juntares água, agitares bem e está feito!
Não te esqueças de levares as tuas doses de proteína e o teu shaker, para quando estiveres fora ou em viagem.

Como DEVES fazer o Teu batido proteico:

20 minutos

Como lanche:

Mistura uma medida de proteína Total Whey (se fores treinar) ou Total Casein em água ou leite de soja natural, agita bem e toma. Para enriqueceres o teu batido em nutrientes vitais para o teu corpo, podes adicionar 2 ou 3 nozes, ou castanhas do Brasil, avelãs ou amêndoas e uma peça de fruta, caso tenhas terminado o treino.
50 minutos

Ao deitar:

Mistura uma medida de Total Casein em 250ml de água para ficares com uma textura muito cremosa. Se preferires um batido mais líquido, adiciona um pouco mais de água. Se preferires uma textura mais cremosa no Total Whey podes adicionar uns cubos de gelo e triturar na misturadora.

Quais as quantidades indicadas?

A quantidade recomendada de proteína varia consoante a especificidade da pessoa, e essencialmente da intensidade de treino realizado.
Porém, em média, a um indivíduo de características mais comuns a quantidade de proteína recomendada varia entre 1.2 a 1.8g por kg de peso corporal. Sendo que 60% desta deverá ser proveniente da alimentação diária, e os restantes 40% da suplementação.
AlimentaçãoProteína por 100gPorção média por peça (g)Porção média por dose (g)
Peito de Frango cozinhado (sem pele) 34,5 120 41,4
Atum fresco grelhado 28,4 120 34,08
Bife de vaca grelhado 26,4 120 31,68
Salmão grelhado 23,8 120 28,56
Peito de Perú cozinhado (sem pele) 23 120 27,6
Miolo de amêndoa torrada 21,6 20 4,32
Ovo cozido 13 50 6,5
Iogurte natural magro 4,6 125 5,75
Leite meio gordo / magro 3,3 250 8,25
Produtos GoldNutrition®Proteína por 100gProteína por 2 batidos / 1 barra
Total Whey 80 40
Total Casein 73 43
Pure Mass 40 60
Total Protein Bar 33 15

Que tipo de proteína deves optar num suplemento proteico?

Não sabes se deves optar por um suplemento proteico de absorção rápida (Proteína Whey) ou por um de libertação gradual (Caseína)?

A resposta correta é mesmo.. ambos!!

Devido às suas diferentes funções, a toma de ambos os suplementos, em alturas específicas do dia, tornam os teus resultados muito mais eficazes. Porém, a quantidade consumida e o período em que deverá ser consumida está sempre relacionada com as especificidades de cada indivíduo, que vão desde as necessidades nutricionais, aos hábitos e à quantidade/ intensidade de exercício físico que praticas.

Existem muitos tipos de proteína, entre elas a Whey, a Caseína micelar, a Soja, cada uma com diferentes biodisponibilidades de aminoácidos.

As que apresentam maior biodisponibilidade são as proteínas Whey e as Caseínas, ambas derivadas de substratos do leite. No entanto, estas duas proteínas diferem na disponibilidade de aminoácidos relativamente ao tempo de absorção, composição e duração após consumo.

Total Casein

Clica nos produtos para saber mais