Tem 0 produtos no seu cesto

O SEU CARRINHO ESTÁ VAZIO DE MOMENTO.

Fazes Desporto? Então cuida bem da tua Coluna

Entrevista com o quiroprático Pedro Figueira, autor do livro «Acabe com as dores nas costas»

Pedro Figueira

Dora Alexandre (DA) – No seu livro «Acabe com as dores nas costas», recomenda a «higiene da coluna» como o segredo para prevenir problemas. Em que consiste?

Pedro Figueira (PF) – A Higiene da coluna é a simples ideia de cuidarmos a nossa coluna de forma sistemática todos os dias. Tal como escovamos os dentes porque temos dentes e não porque temos dores, é fundamental as pessoas entenderem que temos de mudar o foco da DOR para uma melhoria do FUNCIONAMENTO  da coluna. Só assim vamos conseguir impactar realmente a saúde da nossa coluna. No livro menciono alguns simples exercícios que vão ajudar nesta transição. Estes podem ser acrescentados na nossa rotina diária sem qualquer dificuldade.
A higiene da coluna, não tem só a ver com a maneira que utilizamos a nossa coluna, mas também com os nossos hábitos e comportamentos no dia a dia.

DA – Refere que a maioria da população tem alguma disfunção na região lombar. Pela sua experiência, quais os principais problemas / erros que os portugueses cometem no dia a dia, no que respeita à saúde da coluna?

PF – Infelizmente 70% dos problemas de coluna dos portugueses são devido a lombalgias. O facto de estarmos sentados a maior parte do tempo, seja no trabalho ou em casa não ajuda. Quando nos mexemos não temos consciência do que devemos fazer. O simples facto de fazermos movimentos de flexão repetitivos sem cuidado ou até mesmo o simples cortar as unhas numa posição de flexão em esforço pode despoletar uma crise. Se evitarmos estar mais que 30 minutos a 1 hora sentados e aprendermos como melhor nos mexer nas atividades do nosso dia a dia vamos ter colunas mais saudáveis

DA – Refere também que «os nossos corpos não estão programados para uma existência sedentária , mas sim para se mexerem», por isso temos «360 articulações e cerca de 700 músculos esqueléticos que possibilitam movimentos fluidos e ágeis.» No entanto, de acordo com o European Social Survey, menos de 25% da população portuguesa pratica exercício físico com frequência. Qual o preço, para a coluna, de termos uma vida sedentária?

PF – Existe uma ideia fundamental que tentei passar no livro: Sentar é o novo fumar. Todos sabemos hoje os efeitos que o fumar tem na nossa saúde. Não há um químico sequer nos cigarros que faça bem à saúde, com o sedentarismo é a mesma coisa. As pessoas têm de entender que o nosso corpo foi feito para se mexer. Movimento é vida, falta de movimento leva à doença. Uma das principais características de uma disfunção na coluna é precisamente a alteração do movimento normal de uma articulação vertebral. Não corrigidas, estas situações vão levar a um desgaste precoce da nossa coluna o que pode trazer mais do que as «simples» dores nas costas.

DA – O desporto também pode ser uma ameaça à saúde da coluna?

PF – Pode, tudo o que é demais não faz bem. Não podemos dizer que qualquer desporto de competição é o melhor para a coluna, infelizmente. Quando praticamos desporto temos de o fazer de forma equilibrada e consciente para que possamos preparar-nos adequadamente.

DA – Quais os desportos ou práticas de maior risco, e as respetivas consequências?

PF – Os desportos de maior impacto ou impacto repetitivo e com maior contacto físico são aqueles que expõem a coluna a mais problemas. O boxe, futebol americano e o rugby estão no topo da lista porque além de problemas de coluna diretamente, também estão relacionados com um numero significativo de problemas neurológicos.

DA – Como é que quem pratica desportos de risco para a coluna pode prevenir problemas?

PF – O mais importante é reconhecer que em qualquer desporto temos de ser proativos e não esperar até termos dores nas costas para começar a cuidar da coluna. Quando mais equilibrada a coluna estiver e quanto maior for o reforço muscular dos músculos protetores da coluna e dos músculos mais específicos ao desporto praticado, mais protegida a coluna estará e menor a probabilidade de termos problemas. Sabemos que a coluna é tão importante não podemos fazer corta matos, temos de fazer o nosso trabalho de casa.

DA – Há desportos que reforçam a sustentabilidade da coluna? Quais recomendaria?

PF – Alguns exemplos de atividades benéficas para a coluna são uma caminhada vigorosa, natação, tai chi, treino de resistência, e CrossFit sem pesos. No ginásio, duas máquinas que recomendo com frequência são as elípticas e, menos conhecidas, mas talvez com melhores e mais completos exercícios, a versaclimber (um misto de step e escalada ao mesmo tempo).

Lembre-se, cuide da sua coluna, só temos uma!

Tags
Dora Alexandre
Responsável de Comunicação e Marketing - Grupo Editorial Presença